head-2.jpg
INÍCIO arrow TIPOS DE RESÍDUOS arrow Destruction of PCBs

Destruição de PCBs



transformer.jpg

transformer.jpg

Anterior aos anos setenta, o bifenil policlorado, geralmente denominado PCB, foi muito utilizado como um fluido dielétrico por causa das suas propriedades físicas e químicas especiais. Desde então, os PCBs ganharam uma reputação de destaque por seu potencial de contaminação ambiental e por seu potencial de reagir e formar outras sibstâncias altamente toxicas. Sob uma combustão incompleta os PCBs podem formar produtos tais como furanos e dioxinas. Também, pela estabilidade do PCB e seu potencial para a acumulação ambiental e danos, seu uso não está permitido em equipamentos novos desde finais dos anos sessenta nos Estados Unidos.

Muitos processos diferentes podem e têm sido usados para destruir os PCBs, mas cada um deles tem suas limitações e riscos potenciais. A incineração à alta temperatura tem sido muito usada, mas há um risco implícito se as temperaturas atingidas são inadequadas para a destruição dos PCBs, pois, dioxinas e furanos podem ser formadas.

As unidades PLASCON® são usadas para tratar tanto os PCBs puros como os azeites contaminados com PCBS. Os PCBs são totalmente eliminados sem emissões de dioxinas ou outros contaminantes na atmosfera. Este tipo de incineração não é a alta temperatura, mas, de pirólise usando um arco de plasma a alta temperatura em um ambiente inerte contendo argônio.

Plasma SRL pode dar assitência no estabelecimento de instalações de último modelo para o tratamento de resíduos, desenhadas para manejar a eliminação de azeite de PCB dos componentes elétricos de uma forma segura, sem perigos. Isto inclui recomedações de armazenamento, extração, descontaminação de metais e, naturalmente, a destruição do PCB utilizando a unidade PLASCON®.

Além do tratamento de PCBs, as unidades PLASCON® podem ser usadas para eliminar uma grande variedade de concentrado de orgânicos contaminantes como os pesticidas.