head-4.jpg
INÍCIO arrow PROCESSOS arrow Tecnologia geral

Tecnologia geral

O plasma é um gás ionizado. O estado de plasma é criado quando se agrega suficiente energia a um meio gasoso até o ponto em que se pode manter uma corrente elétrica. O estado de plasma é normalmente observado na soldadura de arco elétrico, onde o ar está no meio do plasma.

No caso de PLASCON® a energia se transfere ao processo em forma de plasma de argônio muito quente.  

Plasma Fourth State of Matter

O centro de processamento PLASCON®  é uma tocha de plasma compacta, desenvolvida por CSIRO e Siddons Ramset Limited e aperfeiçoada por SRL Plasma Limited. A tocha proporciona uma altíssima densidade de energia, fonte de calor na qual os resíduos líquidos ou gasosos são injetados. O núcleo do plasma pode atingir temperaturas superiores aos 20.000°C. A estas temperaturas extremas, as moléculas de qualquer material de resíduo se dissociam quase que instantaneamente. Este processo é conhecido como pirólise. Contrário aos processos de combustão convencional, não é necessário o uso de combustível,  nem da adição de mais oxigênio.     

An Electric Arc
Os produtos de pirólise passam por um cano de reação que proporciona tempo de residência suficiente para garantir a completa decomposição da matéria-prima. Os gases quentes (aproximadamente 1.200°C) saem do tubo de reação, se esfriam rapidamente em soda cáustica, o que faz a conversão dos gases ácidos quentes em inofensivos sais neutros. 

O curto tempo de duração em alta temperatura no tubo de reação (temperatura máxima > 3000 ° C), seguida pelo rápido esfriamento, evita a formação / reformação de dioxinas e furanos e outros compostos orgânicos indesejáveis. Exemplos da decomposição química você pode encontrar em estudos de casos.

In-flight Plasma Process 
As emissões atmosféricas do processo normalmente são de: argônio, dióxido de carbono e rastro de monóxido de carbono. Os gases ácidos residuais são neutralizados no sistema de filtração.

Em comparação com processos de incineração, os volumes de gás efluentes de PLASCON® são muito baixos, tal como o nível do solo residual das concentrações. 

PLASCON® pode alcançar uma eficiência de destruição  (ED) superior a 99.9999%.

Eficiência de destruição, definição: É o rendimento geral de destruição, calculado sobre a base do peso total dos resíduos que entram no processo, menos a soma dos resíduos em todos os produtos, derivados e liberações ao meio ambiente, dividido pela entrada de resíduos (ED se informa como porcentagem).